quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Como que eu faço pra tirar da cabeça, sendo que você não sai do meu coração ?

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

um tempo perfeito que não volta mais

"Sabe quando a gente era criança e acreditava em conto de fadas ? naquela fantasia de como seria a sua vida. O vestido branco. O príncipe encantado que te levaria embora pra um castelo nas montanhas. Deitava na cama a noite, fechava os olhos e tinha a mais total e completa fé. Papai Noel, fada dos dentes, príncipe encantado, eles pareciam tão reais que a gente quase acreditava neles. Mas com o tempo a gente cresce e um dia a gente abre os olhos e o conto de fadas já era. A maioria se apóia em coisas ou pessoas em que se pode confiar, mas o fato é que é difícil se livrar do conto de fadas completamente, porque quase todos ainda tem aquela esperançazinha, aquela febre de que um dia vão abrir os olhos e tudo virara realidade."
Grey's Anatomy

Ser criança é tão bom. se eu pudesse voltar no tempo, pros dias que não precisava se preocupar com nada. É sonhar é bom. Espero que todos sejam eternas crianças

Feliz Dia Das Crianças *-*

terça-feira, 6 de outubro de 2009

fora do padrão

Hoje tava pensando em colocar alguma coisa diferente e descente aqui. Percebi que nunca fiz uma "auto descrição" do tipo que se pode entender quem é a pessoa que escreve esses textos ridículos, dramáticos e sem graça aqui. Eu queria que vocês me conhecessem um pouco melhor, então resolvi postar algo sobre mim, fiquei o dia inteiro pensando no que escreve, não sei se fico bom o que eu fiz, mas tudo bem.


É, oi, eu sou a Fernanda, faço aniversário no dia 10 de novembro, e bom tenho praticamente 15 anos. Sempre morei em apartamento e meu sonho é morar numa casa com um quintal enorme, tudo bem não precisa ser enorme, desde que seja razoavelmente grande. Tenho renite - alergia a algumas flores - e costumo ficar irritada nesses dias, mas é uma irritação rápida. Já cai vários tombos que me deixaram cicatrizes (bicicletas, arvores, brincadeiras e etc.), mas nunca quebrei nenhuma parte do corpo. Ultimamente estou sentada na fila do meio da minha sala de aula em terceiro lugar (preferia estar sentada no fundo), semana que vem, com certeza, não estarei mais nesse lugar já que o "espelho" da minha turma é rotativo. Bom, eu sento na frente do... Ta eu não queria sentar ali, mas tudo bem. Falando nisso, eu nunca gostei de estudar, eu gosto de escola porque vejo meus amigos com quem passo a maior parte do tempo, mas estudar não é comigo, eu não nasci com essa vocação. Odeio matemática e ciências, tenho um serio pavor a essas matérias, não por causa das notas, eu nunca tirei nota vermelha, e por incrível que pareça eu vou bem nessas matérias, mas eu não entendo nada que as professoras falam, às vezes fico viajando na aula, tipo como se não tivesse La, por outro lado eu adoro português, não a parte dos acentos e da escrita correta, mas a parte da produção textual, tipo ajuda a me inspirar. A minha turma inteira, mas umas 30 pessoas sabem que eu gosto da pessoa que senta atrás de mim (é já sabem por que eu não gosto do meu lugar), todo mundo adora me incomodar por causa disso, chega a ser irritante, mas eu aguento. A minha turma é a pior e mais bagunceira turma da escola, os professores nos odeiam. Eu adoro festa, sair, curtir a visa, isso me anima, mas tarde de cinema em casa com pipoca, brigadeiro, coca-cola e mais algumas coisas não é nada mal. Trabalhos em grupo são praticamente todos feitos aqui em casa, a minha mãe sempre libera, apesar de a gente quase nunca fazer o trabalho, na verdade a gente finge, tenta fazer o trabalho, mas quase nunca da certo. Falando na minha mãe, bem, ela sabe de tudo, eu sempre conto tudo pra ela, às vezes fico com ódio dela, pois pelo fato de ela saber de tudo, ela quase me mata de vergonha às vezes. Meu pai, bom ele não sabe de praticamente nada, e se soubesse me assaria viva, eu e ele brigamos muito, varias discussões. Brigas e tal. Mas apesar dessas circunstancias, eles são os meu refugio, meu porto seguro, meus heróis, meus exemplos. Meu cachorro é meu companheiro, ele me faz feliz, me faz da risada pelas coisas que apronta, e eu amo aquela bola de pelos *-*. Meus amigos são minha segunda família, eu não vivo sem eles, assim como não vivo sem musica, chocolate e derivados. Minha comida preferida é churrasco com batata frita, e sorvete de sobremesa. Eu gosto de ler, mas não soou muito fã de literatura brasileira, gosto de livros que tenham suspense, mistérios, romance, aventuras, historias reais, que me despertem a imaginação e que me prendam ate a ultima pagina. Isso serve pros filmes também. Ah e eu amo assisti filme de terror, mas não sozinha. Sou bastante maliciosa, então cuidado com o que falam perto de mim. Sou estranha a ponto de me chamarem de anormal. Fico muito irritada em dias de TPM. Odeio chuva, e guarda-chuva. Inverno é a melhor estação do ano desde que se possa ficar dormindo em casa. Verão é tudo de bom, e eu amo sol, praia, e essas coisas. Sou um pouquinho estressada. A preguiça me domina. Sou comilona, comida é comigo mesmo. Sou simpática, mas não saio distribuindo sorrisinhos pra todo mundo, só pra quem merece. Tenho um serio problema com o amor – eu não gosto dele e ele não gosta de mim – acho ele bonitinho, mas só quando as duas pessoas se amam (o que não é meu caso) e não quando uma ama pelas duas. Adoro amo dormir, e odeio quando atrapalham o meu sono. Quando to de mau humor costumo ser um pouco irônica, mas não é sempre, e nesses dias é melhor não falar comigo, e não tentar me contrariar. Falo bastante besteira – isso vocês já devem ter percebido – xingo as coisas de nomes não apropriados quando estou com raiva. Critica o mundo, a política, as modinhas e outras coisas. Não gosto de ouvir dramas do tipo “meu cabelo ta uma merda”. Tudo bem o meu cabelo não colabora comigo também, mas pense assim: pelo menos você tem cabelo, coitada das pessoas que não tem. Adoro ganhar presentes (não vou citar aqui porque meu niver ta chegando e eu não quero dar opinião de presente, quero que explorem a criatividade). Chamo as pessoas de amor e tal, é uma mania, mas isso não quer dizer que eu amo todo mundo é apenas uma forma de ser simpática. Eu gosto da minha vida, apesar de ela ser um pouco, bastante confusa.
Bom é isso, espero que tenha ficado bom e espero que vocês possam me conhecer um pouco melhor através dessa bobagem ai de cima, desculpa se fiz vocês perderem tempo lendo isso.



You've gotta live every single day
Você tem que viver cada dia
Like it's the only one
Como se fosse o único
What if tomorrow never comes?
E se o amanhã nunca vier?
Don't let it slip away,could be our only one
Não o deixe escapar, poderia ser nosso único dia
You know it's only just begun
Você sabe que apenas começou
Every single day, may be our only one
Cada dia, pode ser o nosso único dia
What if tomorrow never comes?
E se o amanhã nunca vier?
Tomorrow never comes
Amanhã nunca vier ♪

domingo, 4 de outubro de 2009

tem tudo haver com momentos

hoje decidi que não vou mais sofrer. eu sei que é dificil, praticamente impossivel fazer curativos na alma e no coração, mas eu vou tentar remendar os pedaços que sobraram. o melhor que eu tenha à fazer é continuar a viver sem ficar relembrando as chances que perdi. ele não é o unico no mundo e eu decidi aproveitar a minha vida ao inves de ficar me lamentando pelo que não aconteceu. vou tenar conquistar a minha felicidade e a liberdade que você levou de mim. eu vou aproveitar a minha vida da melhor maneira possivel. chega de você.

"eu sofri muito por amor, agora eu vou curtir a vida ♪ "

basket case

"Voce teria tempo para me ouvir reclamar
Sobre nada e tudo de uma vez"

não quero que ninguém passe a mão na minha cabeça e diga que esta tudo bem, que isso vai passar. sera que só eu percebo que nada esta bem e que nada disso vai passar. chega de me iludir com palvras sem nenhum sentido. eu errei, adimito isso. mas como dizem por ai: "é errando que se aprende."  e acho que estou começando a aprender o que é melhor pra mim, talvez seja melhor assim. deixem meu coração libertar as furias que existem desntro dele, isso vai ser apenas por um instante. logo passa. nao vai durar pra sempre. nada é pra sempre. nem a dor, ela passa como todas as outras coisas. entao nao se apegue muito a ela, nem se acostume com ela dentro de ti. eu só estou tentando libertar as algemas para ela sair. talvez com o tempo isso aconteça, espero que não demore. talvez eu só esteja tentando viver, recordar, esquecer. talvez eu esteja tentando descobrir o que o tempo quer de mim.

ouvindo:
melhor assim - fresno