sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

alguém

Essa dor que tu sentes, esse sentimento que te desliga do mundo... que te coloca em contato apenas com mil fantasmas, mil medos e mil coisas que tu não querias ver... não foi feita pra te derrubar. Ela existe apenas pra ilustrar a quantidade de passado que estamos colocando na mesma sacola. Nosso passado. Ela existe apenas pra te lembrar o quanto de história nós vivemos, caso venhas a esquecer tudo isso, novamente. Eu sinto a mesma dor, mas foi de tanto sentir que aprendi as coisas que hoje te escrevo. Aprendi que é ela, a dor, quem te faz ser importante. É ela, a dor, que cresce exponencialmente todo dia, pra que haja espaço pra ti dentro de mim, quando ela vai embora. (mas nunca é pra não mais voltar). E quando teus olhos brilharem perto de mim o bastante para te alcançar com meus braços, tu vais esquecer a dor... a espera que machuca, as coisas tu fizeste achando que iria me agredir, e todas as feridas serão curadas. Um novo coração pra sentir tudo aquilo de novo, só que de forma mais intensa, mais duradoura, mais viva. A dor, sua mais nova amiga. Existe alguém em mim que quer falar tudo que acha que sente. Quer dizer que faz qualquer coisa pra te ter ao lado todo dia à noite. Esse alguém te quer. Existe alguém que duvida. Duvida do que tu sentes e, justamente por isso, não diz o que sente. Ele não diz, e te faz achar que ele não sente nada por ti. Esse alguém te gosta muito. Existe também alguém que ferve. Alguém que ignora todo o sentimento, pois espera a cada esquina por algo melhor... algo que nunca aparece e que o faz permanecer nessa incessante busca. Esse alguém não vive sem ti. E quem vence? Alguém. E quem sou eu? Alguém. Escolha seu jogador.

- Beeshop 

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

ta tudo assim, tão diferente

É eu sei que no fundo você também lembra das coisas, ja tive provas disso, e olha que eu achei que você tivesse memória fraca, você ainda lembra, mas não é como antes, é mais como um deja vu, uma nostalgia, quem sabe, eram bons tempos, que talvez escorregaram entre os dedos, como água, como gelo... mas é como dizem, tempos mudam, pensamentos se transformam, e você nunca sabe o que vai acontecer, e foram varias vezes consecutivas, vi pessoas mudando na minha frente e não pude fazer nada, vi elas mudando e com isso fui perdendo um pouco da minha vida, um pedaço da história, que hoje ninguém mais lembra, o rumo se confundiu, se colidiu com os outros, e é tão ruim quando você perde a razão desse rumo, quando você perde os passos firmes, ou a pessoa que te deixava firme, melhor dizendo... por favor faça isso parar, faça a angustia passar, me abrace e sei lá, só faça isso parar...! é, você foi a melhor pessoa que eu já tive e eu simplesmente deixei escapar, como um papel que voa com o vento, não quero fazer isso de novo, não posso perder meu rumo, e eu sinto medo, só isso. talvez tudo que eu precise é que você pegue a minha mão e me diga que sempre vai estar aqui, que tudo vai ficar bem, mesmo que isso soe como uma linda mentira, apenas segure ela, não a deixe escapar, segure firme, e prometa que não vai soltar. 

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

eu poderia te abraçar pra sempre, e ainda não teria sido tempo o bastante.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

acordo, apesar de ainda estar dormindo. contrariado, abro os olhos, mesmo com todo o universo ao meu redor conspirando para que eles se mantivessem fechados. e o sol, só de raiva, resolveu colorir todo e qualquer grão de poeira com o mais cruel dos amarelos, daqueles que te envergonham por ainda estar dormido numa tão bela manhã. esse amarelo te fura os olhos e te faz ver que nem sempre é bom implorar pra que a chuva acabe. tudo que eu queria era novamente mergulhar em lençois, fronhas e travesseiros do mais branco algodão, e voltar ao meu sonho do exato momento em que parei. momento sublime em que vi meu corpo desaparecer em fibras, não mais senti nada além de sangue fluindo por minhas veias e o toque frio das tuas mãos. não havia nada lá, além de fantasmas que sorriam. não saberia dizer. não saberia o que dizer. eu me esqueceria das palavras, das coisas, inclusive dessa necessidade involuntária que sinto de respirar toda vez que acordo. por quê é que eu não paro de respirar quando os lençóis me pegam emprestado de ti, quando perco o controle sobre mim? pra quê respirar? ou melhor, por que é que eu não tenho a opção de escolher quando, como e com que intensidade respirar? é tentando esclarecer um monte de dúvidas como essa que perco o controle sobre mim, acordado, por opção, quando já é hora de dormir. sabes como é dormir acordado? ver-se fazendo as coisas que tu normalmente fazes, só que sem ter esse controle, o livre arbítrio.

- beeshop
"muitas pessoas morrem com suas próprias canções, muitas vezes porque elas estão sempre se preparando para viver, antes deles se darem conta que o tempo já passou."

one tree hill

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Pra você

Eu acho que mesmo depois de tudo, eu ainda não aprendi, eu escolhi não escutar o que os outros me diziam a seu respeito, e agora quebrei a cara, o erro foi meu, a escolha foi minha, e agora o que me sobra dessa historia são os restos frios de uma ilusão, tenho que aturar as conseqüências da minha própria mente hipócrita, que não sabe diferenciar o certo do errado. Será que isso foi só uma fantasia que eu criei ? será que algum dia isso foi real pra você ? é difícil te olhar, é difícil falar de você, é difícil acreditar que isso vai mudar, é mais difícil ainda fazer com que as lagrimas não caiam. Era tudo tão perfeito, era tudo tão bom e melhor com você do meu lado, era porque faz tempo que esta tudo diferente, só de você chegar perto de mim, a calma tomava conta do meu ser, mesmo naqueles dias de estresse total, e agora só vejo tempestades, confusão, turbilhão de pensamentos insanos voltados a você. Eu queria ser feliz do seu lado, e queria fazer você a pessoa mais feliz do mundo também, mas acredito, que agora, isso não seja mais possível, agora o meu maior desejo é te esquecer, e eu sei que não vai ser nada fácil me desligar totalmente de ti, porque a cada passo que dou me lembro de você, cada lugar, cada frase, cada musica, cada gesto, me lembra você, me lembra algo que, por coincidência, eu passei contigo, me recorda seus braços me envolvendo num abraço, me recorda suas mãos segurando as minhas, me recorda o sorriso mais idiota que eu abria, foram tantas coisas, que não é fácil de esquecer, não é simplesmente deixar de lado e continuar vivendo, vai além disso, existia sentimento em tudo, e com certeza existem outras coisas a se considerar, antes de simplesmente jogar tudo fora. Você me fez voar em cada instante que esteve comigo, conseguia me fazer rir de qualquer besteira que saísse da sua boca, conseguia me fazer pensar em mil formas de te dizer o que eu sentia, mesmo que as palavras não saíssem. Você era, e confesso que ainda é, a minha fonte de inspiração, o pivô das minhas historias, o alvo concreto de cada frase, é como se fosse um filme, em que você fosse o personagem principal. Eu sentia que você me protegia, como ninguém, e eu sabia que podia contar com você, mas agora, lembrar de você, é sinônimo de lagrimas amargos, e eu sabia que seria assim, foram tantos avisos não ouvidos, e mesmo sabendo que não ia dar certo, eu insisti, posso me considerar uma burra por isso, mas não me arrependo, porque eu estive feliz todos os dias em que você estava comigo, mesmo que tivesse me matando por dentro. No fim, não deu certo, como eu sabia que não daria, e tenho que me acostumar com a tua ausência, tenho que me acostumar com a abstinência que você causa, tenho que me acostumar com as lagrimas salgadas que insistem em cair, tenho que me acostumar com a insônia, mas como dizem por ai, depois de um tempo a gente acaba se acostumando até com coisas que não devia, como a solidão, e eu sei que o tempo não vai me ajudar em nada, ele não vai passar mais depressa, provavelmente passará devagar, e me fará sentir cada angustia que eu mesma causei, acreditando nessa historia, mas com o tempo eu me acostumo com isso também, só quero que você lembre, que eu te amei, todos os dias em que estive com você, e eu ainda te amo, apesar de tudo.

(19 de julho de 2010  
escrito pra quem, 
provavelmente, nunca vai ler)

segunda-feira, 14 de junho de 2010

efeito





- Como você consegue isso ?
- Isso o que ?
- Me deixar assim desse jeito.
- Que jeito ?
- De pernas bambas, sem saber o que falar, como agir, com o coração a 200 por hora, me deixar parecendo uma idiota quando falam de voce, e uma boba só por receber um sorriso seu.
- Eu causo isso em você ?
- Claro, varias vezes ao dia inclusive
- Que bom, pois essa era a minha intenção.
- Era ?
- É, eu queria te fazer sentir como eu me sinto perto de você !

sábado, 5 de junho de 2010

novo

fiz um outro blog, pra postar trechos de musicas que gosto, estou aceitando sugestões de músicas, vou deixar aqui o link caso queiram ver: siga o som espero que gostem, beijos

sábado, 8 de maio de 2010

love love game


são só palavras soltas sem destino. são só promessas feitas sem sentido. são só desculpas da frente do espelho. são só lembranças e loucura do tempo. e mais uma vez cai nas suas armadilhas, eu desperdicei meu tempo tentando e mais uma vez eu nada consegui. são só os passos andando em círculos. são só os olhos se abrindo. são só as mãos sem abrigo. são só os ossos sentindo frio. eu brinquei com seu jogo. o seu ciclo duvidoso. o meu brinquedo preferido. o nosso medo descontraído. o seu jogo, o meu jogo, o nosso jogo cuidadoso, um jogo vicioso !

as regras continuam
as mesmas, 
é apenas um 
jogo diferente
(the way you make me feel - mcfly) 

quinta-feira, 22 de abril de 2010

3x4


Diga a verdade ao menos uma vez na vida, você se apaixonou pelos meus erros. Não fique pela metade, vá em frente minha amiga, destrua a razão desse beco sem saída. Diga a verdade ponha o dedo na ferida, você se apaixonou pelos meus erros e eu perdi as chaves, mas que cabeça a minha, agora vai ter que ser para toda a vida.



Engenheiros do Hawai - 3x4

domingo, 4 de abril de 2010

03.04.

J.
eu nem sei como começar a te falar tudo isso, olha eu amei muito você, so que a gente é muito diferente um do outro, você tem uma idéia tão formada e fixa sobre isso, sobre nós, e eu, bom acho que você já sabe que eu levo na brincadeira, sou muito imatura pra isso. E você não merece isso, merece algo melhor, precisa de alguém que vai te dar mais atenção do que eu posso te dar, alguém que vai assumir isso com mais responsabilidade do que eu, alguém que lute por isso, que se dedique mais do que eu, alguém que cuide de você, assim como você me protegeu, alguém que preste atenção, alguém que se importe milhões de vezes mais do que eu, alguém que segure firme a sua mão, um pouco mais forte do que eu pude segurar, alguém que não vai te deixar. Eu sei que é difícil, mas eu quero que você me entenda, como sempre me entendeu. Eu fui muito feliz do teu lado, você me fazia tão bem, me fazia sentir que eu podia fazer tudo, mas, infelizmente, eu não posso, você me fez rir das coisas mais idiotas, você me entendia como ninguém, e apesar das brigas por causa de ciúmes, eu amei você, eu aprendi a amar você como todos os seus defeitos, todos os problemas, todas as duvidas. Eu sei que disse que ia ser pra sempre, e vai, pelo menos na minha memória, mas você sabe que o pra sempre, sempre acaba. Eu não queria que acabasse assim, mas acho que vai ser melhor pra nós dois, e espero que mesmo assim você continue cuidando de mim, nem que seja de longe, através dos outros sei la, só não quero me afastar tanto de ti. Te peço milhões de desculpas, desculpa não, é pouco, te peço perdão por isso, mas você já devia saber que eu sou errada, que enjôo fácil, que eu sou de fases. Eu te amei, e ainda te amo, mas não como você me ama, não como você merece. E por isso acho que não consigo continuar, eu não consigo ficar com você sabendo que eu não te amo o suficiente. Eu não quero que você fique mal, que pare de fala comigo, ou que sofra por mim, eu não mereço nenhum pouco do seu sofrimento. Você precisa mais do que um cérebro confuso, precisa mais do que isso. Me perdoa.
F.



PS: Feliz páscoa! muitos chocolates e coisas boas, e espero que a de vocês seja melhor do que a minha., beijos até a próxima.

sábado, 27 de março de 2010

aqui ou em qualquer lugar

- Eu gosto muito de você, mas não quero que me sufoque. Eu não vou fazer nada de errado, só quero que você me deixe um pouco livre, só quero que você confie em mim, porque você sabe que eu to contigo e não seria capaz de fazer nada que te magoasse, mas pra isso eu preciso que você me solte, não me prenda, confie em mim, e você ja devia saber que eu não dependo de ninguém, e você sabe mais do que qualquer outro que eu te amo !
- Incrível !
- O que ?
- A sua maneira de ser e de pensar, você é tão independente, não precisa tanto de mim, mas tudo que eu faço eu penso no que você vai achar, eu gosto de ser livre também, e acho que tento te proteger mesmo quando você não precisa, talvez eu faço isso por medo de te perder, eu te amo muito e confio plenamente em você, só que não consigo ficar longe de ti, e eu acho que não consigo dar um passo sem depender de você.





- baseado em fatos reais

quarta-feira, 10 de março de 2010

e só de pensar

em te perder
por um segundo,
eu sei que isso
é o fim do mundo
(um minuto para o fim do mundo - cpm22)


Sabe, eu realmente preciso de você aqui, nem que seja só pra conversar sobre nada como da última vez. Foi um golpe do destino, 1 minuto, 30 segundos, 15 milésimos e então tudo  virou pó, tudo virou resto. Agora o vento sopra suas últimas palavras de despedida ou sera só minha imaginação perdida ? Você prometeu que voltaria, que não iria ficar longe, que viria o mais rápido possível. O feriado passou, voce não voltou, mas sabe eu preciso de você aqui, preciso contar as novidades que você perdeu. Talvez você nem esteja tão longe quanto a vida queria, mas também não esta tão perto como eu gostaria. Quanto tempo vai levar, 1 minuto, 30 segundos 15 milésimos pro resto acabar ? Você sabe que isso ta parecendo o fim do mundo, é um precipicio, o fim de tudo.

ps: texto um pouco, bastante, dramático
ps: desculpem pela falta de postagem, é que com o ínicio das aulas, fica meio complicado, mas quando voltar promete algo  melhor, beijos. 

- imagem daqui

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

é como se eu não pudesse sentir nada sem você por perto ♪


Eu estava sentada no sofá com o controle da tv na mão, apenas passando pelos canais sem parar em nenhum. Não conseguia pensar em nada há dois dias, so lembrava do que tinha acontecido naquela tarde de chuva. “você é uma idiota, ta vendo o que você faz ? idiota, eu sou uma completa idiota!” era so isso que estava na minha cabeça, e quando a essa frase começou a fazer sentido meu celular começo a tocar, a musica tava ensurdecendo e atormentando meus ouvidos, quando olhei o identificador de chamadas e vi o nome dele ali, simplesmente desliguei o telefone. 5 minutos se passaram e o telefone de casa começou a tocar, fátima, a empregada, atendeu, e após responder algumas perguntas, me passam o telefone dizendo que um tal de jonas queria fala comigo. “jonas ? eu não conheço nenhum jonas, e se conheço não me lembro, mas que diferença isso faz.”
- oi, é a...
- lola, não fala nada só escuta, aqui é o cadu, eu so inventei o nome porque era a única forma de você me atender, não, não desliga por favor, eu preciso falar com você, é importante, por favor me encontra naquela mesma praça as 6:30, pode ser, responde sim ou não, mas por favor vai.
Esperei por um momento, era muita informação pra minha cabeça. – sim – respondi um pouco perturbada, eu pude ouvir um suspiro de alivio do outro lado da linha.
- ok, obrigada, eu vo desligar antes que você mude de idéia, estarei te esperando !
Então a ligação caiu, e o telefone foi escorregando pelos meus dedos ate cair em cima do sofá, olhei pro relógio era quase 6 horas. A praça não era longe da minha casa, eu fui pro meu quarto fiquei andando de um lado pro outro, e então resolvi sair de uma vez e acabar logo com aquilo. Quando cheguei la ele já estava a minha espera, me olhei com um sorriso no rosto, me senti naqueles filmes de romance, tudo parecia um filme, ate o céu estava perfeito!
- oi lola.
- é oi, então o que você queria conversar comigo cadu ?
- queria te dizer que eu sou um idiota, que eu perdi a garota que mais amava na vida, e só depois disso que eu fui percebe que era ela que eu amava, eu queria te pedir desculpas, milhões de perdão por tudo que eu fiz de errado pra ti, eu nunca devia ter feito aquilo, não com você, eu te amo lola, mais que tudo na minha vida e eu sempre vou te amar.
Senti as lagrimas encherem meus olhos, mas eu não podia chorar, eu não ia chorar, não ali, e não na frente dele.
- cadu, você erro comigo sim, e eu também errei com você. Você sabia que eu não gostava dela, qualquer uma menos ela, mas agora já passo. Eu ainda te amo, mas a gente não pode ficar mais junto, você é dela agora, e eu tenho certeza que ela vai te fazer mais feliz do que eu te fiz. Você vai cometer um erro se escolher ficar comigo, eu sou um erro e...
- se você for um erro, você é o erro que eu quero cometer !
Nesse instante me senti paralisada, eu sempre tive todas as respostas mas naquele instante as palavras fugiram da minha boca.
- acho que as minhas desculpas acabaram
- que bom.
Então seus lábios tocaram os meus num encaixe perfeito, na complexidade exata, as arvores foram nossas testemunhas, os pássaros cantavam como se fossem um coral perfeito sem falha alguma, e o sol brilhava mais que nunca aquecendo aquele beijo. Como num filme, era tudo perfeito, e nós ficamos envolvidos um nos lábios do outro. Ele era meu e eu era dele. Foi a simetria completa enquanto ele me beijava, me abraçava, me envolvia, me fazia voar, me desnorteava. Ele era meu agora e nada mais me importava.

ps: desculpa pela falta de postagem ultimamente, é que começou as aulas e dai nao tive muito tempo e meu pc tava estramamente ruim, o texto nao ficou muito bom mas tudo bem, prometo algo melhor. quando dé eu apareço aqui de novo, porque agora vo fica meio sem tempo, mas eu do um jeito.
ps: texto ficticio, criado num momento de tedio.

beijos

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

sem destinatário



Estou te escrevendo essa carta pra te fazer um convite, mas não um convite formal daqueles tipo terno e gravata, apenas quero te convidar para ficar longe da distancia por um tempo, venha pro lado de Ca da fronteira, apareça sem avisar e esbarre em mim na rua da minha casa. Nós poderemos sentar em algum lugar, tomar alguma coisa qualquer, podemos ate jogar conversa fora com a certeza que o assunto não vai terminar.  Não importa que seja por pouco tempo mas fuja pra Ca, se voce aparecer por aqui eu aceito fugir com voce pra outro lugar, mas voce tem que estar do meu lado, não pode me abandonar e me deixar caminhando sozinha sem saber onde ir. Voce tem que prometer que seus olhos vão me mostrar a direção, que suas mãos estarão sempre segurando as minhas, e que seus pés vão me guiar por ai. Eu sei que voce pode não querer, mas aceite o convite de um coração aflito, aceite apenas por um tempo, depois eu deixo voce voltar se quiser, talvez nem seja um convite, e sim um pedido profundo da alma, mas pelo menos aceite, nem que seja só por hoje, apenas aceite o meu pedido.
Assinado: saudade

domingo, 24 de janeiro de 2010

PAPA PAPARAZZI ♪


Libera, se joga, faça o que tiver que fazer quem se importa com o que os outros vão dizer? Não se preocupe tanto com o que pensam de você, apenas seja o que quiser ser. Grite ate sentir vontade de parar, diga o que quer dizer, pule ate cansar. Escreva um livro, cante mais alto que a musica, ou simplesmente de um sorriso. Chore quando sentir saudade, não se esconda, confie na verdade. Aprecie as estrelas, conte historias, tenha coragem pra vivê-la. Dance como quiser, faça com que aconteça, e siga o ritmo que vier. Simplesmente atreva-se a viver e convide a felicidade pra dançar com você. 


Real good, we're dancing in the studio
Snap, snap to that shit on the radio
Don't stop, for anyone 

sábado, 16 de janeiro de 2010

- promete que nos veremos logo,

Promete
 que isso não vai ficar assim ?
Não consigo suportar
 a falta do seu olhar 

Quando eu te encontrar, quero fazer o tempo parar no momento em que eu encontrar seu olhar, quero te abraçar apertado e nós dois vamos sorrir um sorriso atrapalhado. Nós vamos lembrar o que nos fez estar ali, em meio ao barulho, envolvidos um nos braços do outro, todas as conversas, as pequenas discussões, reviveremos o ultimo momento, relembraremos de todos os fatos. Então eu olharei pra você e direi que você foi feito pra mim e que eu quero te fazer feliz. Então nos olharemos por um instante, e seu sorriso tímido vai surgir, e eu vou esperar que você me envolva nos seus braços e me faça voar. Ai sim eu me sentirei bem só de ter você aqui, me sentiria simplesmente feliz !

- Por quanto tempo mais 
vou aguentar
 ficar sem te abraçar ?
Eu sinto a falta do calor 
que encontro no nosso amor 

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

só hoje ♫


Hoje eu preciso te encontrar de qualquer jeito, nem que seja só pra te levar pra casa, depois de um dia normal. Olhar teus olhos de promessas fáceis e te beijar a boca de um jeito que te faça rir (que te faça rir). Hoje eu preciso te abraçar, Sentir teu cheiro de roupa limpa, Pra esquecer os meus anseios e dormir em paz! Hoje eu preciso ouvir qualquer palavra tua! Qualquer frase exagerada que me faça sentir alegria, Em estar vivo. Hoje eu preciso tomar um café, ouvindo você suspirar, Me dizendo que eu sou o causador da tua insônia. Que eu faço tudo errado sempre, sempre. Hoje preciso de você com qualquer humor, com qualquer sorriso. Hoje só tua presença vai me deixar feliz. Só hoje. ♫
é a saudade ta grande, eu queria que algumas pessoas que mora longe tivesse aqui, e eu acho que essa musica fala tudo que eu quero dizer, ela é velhinha mas nesse momento é a musica que ta na minha cabeça. postagem tosca ¬