quarta-feira, 31 de agosto de 2011

verdades do mundo

Te encontro nas ruas, até de olhos fechados, sinto a tua presença, e a lembrança que eu tenho de você, me faz querer te abraçar, querer te encontrar. Das coisas que eu digo sobre a gente ter coragem, as vezes me esqueço e quando vejo outro dia clareou, e eu fiquei aqui, e eu fiquei aqui. É difícil viver as verdades do mundo, quando o seu coração não se sente à vontade. Sigo seus passos, invento incertezas, é certo que fracasso algum será capaz de me fazer desistir, porque eu não vou me entregar, eu não vou desistir. E se eu puder fazer por ti, o que ninguém jamais fez por mim, eu faço, eu faço.
 Detonautas

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

entre teus dedos


Estava ficando tarde, e ela sabia que seus pais ficariam furiosos se tivessem idéia de onde ela estava. Naquele momento, porém, isso não importava. Ela só conseguia pensar em como aquele dia tinha sido especial, em como ele era especial, e minutos depois, quando os dois já estavam voltando pra casa, ele segurou a mão dela, e por todo o caminho ela sentiu a maneira como o toque dele a aquecia.
Diário de uma paixão

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

next to you


Me deixa te olhar e decorar tudo que te envolve, da ponto dos dedos ate o ultimo fio de cabelo. Me deixa brincar com suas mãos, estralar seus dedos e apertar forte pra tirar o meu medo. Me deixa sentir seu cheiro enquanto me aninho em seus braços, nos seus abraços. Me deixa te xingar e brigar contigo ate que você enjoe e me cale. Me deixa zuar com você, falar mal da sua musica preferida, pois mal sabe você que eu também a escuto. Me deixa passar as unhas em seus braços, pois eu gosto de quando você fica arrepiado. Me deixa mexer na costura de suas roupas ate que você segure minhas mãos. Me deixa fazer birra enquanto você ri e pede desculpas. Me deixa subir nos seus pés pra conseguir ser mais alta. Me deixa descobrir os seus vários tipos de olhares. Me deixa te segurar quando você pensa em ir embora. Me deixa me esquentar envolvida no seus abraços. Me deixa admirar seu sorriso e ouvir o som da sua risada. Me deixa revirar seu cabelo, ate porque ele fica lindo bagunçado. Me deixa ouvir sua voz só pra manter a calma. Me deixa dizer bem baixinho o quanto te amo. Me deixa cuidar de você pra ver se melhora. Me deixa tremer quando você chega. Me deixa ter medo de te perder. Me deixa sem jeito, sem saber o que dizer. Me deixa desafinar ao cantar com você. Me deixa escutar o som da sua respiração. Me deixa alisar seus casacos enquanto você tenta entender o que eu disse. Me deixa dizer que as musicas me lembram você. Me deixa encher a sua paciência, e te irritar ate não poder mais. Me deixa te fazer ciúmes. Me deixa dizer que filme de terror é melhor. Me deixa falar que nem um papagaio. Me deixa sentir saudade de você. Me deixa bater em você, mesmo querendo te beijar. Me deixa deitar em você e não prestar atenção no filme. Me deixa te beijar enquanto você briga comigo. Me deixa cantar musicas melosas. Me deixa fugir só pra você me prender de novo. Me deixa insistir pra você mudar de idéia. Me deixa dizer seu nome errado e mesmo assim não me corrigir. Me deixa te acordar de madrugada por não conseguir dormir. Me deixa gostar de você cada vez mais, mesmo quando não merece. Me deixa ser sua pro resto da vida. Me deixa te ter assim, juntinho, sendo meu pra sempre.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

mais uma vez

Então vem, não importa se de dia ou de noite, confesso que não estou muito preocupada com a hora, contanto que você venha e traga junto aquele sorriso que eu tanto gosto e que me enche de alegria. Poderíamos sair para dar uma volta abraçados por ai, ou simplesmente assistir qualquer programação sem graça da TV enquanto nos empanturramos de doces, claro que a casa estaria uma bagunça, mas se você prometer que vem eu contrato uma empregada só pra deixar tudo limpo, ou ate mesmo eu limpe e organize a minha confusão pra ter espaço pra nós dois. Venha e traga junto aqueles abraços que me protegem, traga também aquele brilho no olhar que me faz querer cada vez mais, você aqui. Traga amor também mesmo que não precisa, e mesmo que exista demais disso entre nós. Então vem e fica, fica pra sempre, pois você sabe que eu não vou te deixar ir embora, bato o pé, faço birra, te agarro, te prendo num abraço, e não te deixo ir, insisto ate que você mude de idéia e desista de ir e fica, fica aqui, ocupando espaço, pra sempre, pois eu não me importo, eu gosto do seu jeito folgado de permanecer. Então vem, e fica, e mata essa vontade, afoga essa saudade.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

um dengo seu

imagine que louco acordar, todo dia, com você sorrindo pra mim.