quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

era perfeita simetria

Não, não é isso. Não é o que você esta pensando. Eu estava falando serio quando disse que me lembro “de tudo”. Consigo recordar todos os momentos que passamos juntos, e em cada um deles havia alguma coisa maravilhosa. Na verdade não consigo escolher um momento que tenha significado mais que outro. O verão inteiro foi perfeito, o tipo de verão que todo mundo deveria ter. Como poderia escolher um momento em vez de outro? Muitas vezes os poetas descrevem o amor como uma emoção que esmaga a lógica e o bom senso. Comigo foi assim. Eu não planejei me apaixonar por você, e duvido que você também tenha planejado se apaixonar por mim. Mas, assim que nos conhecemos, estava claro que nenhum de nós conseguia controlar o que estava acontecendo com a gente. Ficamos apaixonados, apesar das diferenças entre nós, e quando isso aconteceu, alguma coisa maravilhosa foi criada. Para mim, um amor como aquele só acontece uma vez, e é por isso que cada minuto que passamos juntos ficou gravado na minha memória. Nunca me esquecerei de um momento sequer.
diário de uma paixão

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

sob sua pele encontrei abrigo

Somos um ioiô. E é exatamente isso que nos define. Em um momento estamos de bem com a vida, no outro já nem tanto, depois nem nos olhamos na cara. É um ciclo sem fim. Você não me deixa pensar direito. Você me confunde cada vez que aparece. E eu gosto dessa confusão, e quero que você fique, permaneça aqui. Eu quero que você concerte ou bagunce de vez a minha vida. Eu não me importo de viver uma vida politicamente correta ou errada. Tanto faz desde que seja com você, tudo vai ser bom.

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Let the moment take you

E se você me der a mão, eu enfrento tudo, e o mundo vai ser pouco pra nós dois.