terça-feira, 27 de dezembro de 2011

sob sua pele encontrei abrigo

Somos um ioiô. E é exatamente isso que nos define. Em um momento estamos de bem com a vida, no outro já nem tanto, depois nem nos olhamos na cara. É um ciclo sem fim. Você não me deixa pensar direito. Você me confunde cada vez que aparece. E eu gosto dessa confusão, e quero que você fique, permaneça aqui. Eu quero que você concerte ou bagunce de vez a minha vida. Eu não me importo de viver uma vida politicamente correta ou errada. Tanto faz desde que seja com você, tudo vai ser bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário